Autopeças da China terão que passar por controle do Inmetro

O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) vai apertar o cerco contra o comércio de autopeças vindas, principalmente, da China, informa reportagem de Venceslau Borlina Filho publicada na Folha desta sexta-feira.

O órgão, ligado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, está preocupado com a qualidade das peças usadas tanto na reposição quanto na fabricação de veículos.

Outro ponto é que no ano passado a importação de autopeças da China cresceu 61,5% em relação a 2010, levando ao deficit recorde de US$ 1,1 bilhão na balança comercial do setor no Brasil.

Até o final do primeiro semestre deste ano, seis importantes peças - sistemas de direção (e componentes), baterias e pneus - serão regulamentadas tecnicamente.

A partir daí, os produtos - inclusive nacionais - só poderão ser vendidos depois de receber o selo do Inmetro, como já acontece com alguns produtos automotivos e brinquedos, por exemplo.

A medida vai exigir investimentos das empresas. Segundo especialistas consultados pela Folha, os aumentos nos preços das autopeças serão inevitáveis. O setor nega que haverá aumento.

Alex Argozino/Editoria de Arte/Folhapress

















Publicado em 02/03/2012
Fonte: Site Folha de São Paulo

0 Comments:

Post a Comment




 

Layout por GeckoandFly | Download por Bola Oito e Anderssauro.