Veja como tornar sua pesquisa na internet mais eficaz

Apesar de acostumados com o universo virtual, muitos estudantes ainda possuem dificuldades para fazer pesquisas escolares na internet. O grande problema é que nem sempre o material encontrado contém informações reais para o trabalho final, como é o caso da famosa enciclopédia virtual livre Wikipédia, famosa por possibilitar que qualquer pessoa edite seu conteúdo.

"Ela é a fonte que os alunos mais tentam usar, mas a prática deve ser evitada", aconselha Jacó Izidro de Moura, professor de física do ensino médio do Colégio Oswald de Andrade. Segundo ele, os alunos devem utilizá-la apenas como fonte de consulta primária e não como único meio de pesquisa.

Carolina Gil, psicopedagoga e coordenadora da sala de informática do mesmo colégio, relembra que a Wikipédia pode ser bastante útil na busca pelo conteúdo, mas é preciso olhar as informações que aparecem com cuidado. "O importante é ver quais são as referências, se há outros links indicados e ir atrás dessas fontes", explica.

A coordenadora lembra também que muitos acabam confundindo a função do Google, um dos meios mais utilizados para pesquisas. "É importante destacar para os alunos, principalmente para os menores, que o Google não é fonte e sim um buscador. Por isso, os oriento", ressalta.

Outras opções de pesquisa muito utilizadas pelos estudantes são os blogs e, para Moura, seu uso não é desaconselhado, porém é outro ponto de atenção.

"O aluno deve olhar de quem é o blog, procurar se o autor é da área, se é especialista daquele determinado tema", aconselha Moura. "Uma dica é enviar um e-mail para o autor e entrevistá-lo sobre o assunto. Outra ação é buscar a referência que o autor apresentou em seu texto."

"A internet é mais uma boa ferramenta de auxílio ao estudante. Ela não veio para solucionar os problemas, mas é sempre uma coisa a mais. Ela veio para somar aos livros", conclui o professor.

Dicas e cuidados ao fazer uma pesquisa na internet

* Saiba o que deseja buscar. Quanto mais detalhes melhor;

* Não confie em tudo que lê;

* Os primeiros resultados não são necessariamente os melhores, é preciso atenção;

* Fique atento à procedência das páginas na internet, verifique a confiabilidade. Se precisar, peça ajuda ao professor antes de utilizar o material;

* Sempre procure links relacionados a centro tecnológicos, universidades;

* Sites com terminação .org, .edu são geralmente referências confiáveis para pesquisas;

* Pesquise em bibliotecas e enciclopédias virtuais;

* Não esqueça de anotar as referências bibliográficas;

* Sites de jornais também podem ser boas fontes para o início da pesquisa. Por meio deles, o aluno consegue encontrar mais referências sobre determinado assunto;

* O Google acadêmico é uma fonte bem confiável, apesar do grau de dificuldade ser maior para sua utilização. Para um trabalho de maior folego ele é bem interessante.

Confira 10 dicas para tornar sua pesquisa no Google mais eficiente:

1) Pesquise uma palavra ou frase exata – Para pesquisar uma palavra ou um conjunto de palavras utilize aspas duplas ("palavra");
Ex.: “Jorge Amado”

2) Pesquise várias palavras – Utilize o operador + para assegurar que os resultados incluam tudo o que for digitado;
Ex.: física+quântica

3) Exclusão de uma palavra – Se você quiser pesquisar um assunto e excluir alguns resultados de sua pesquisa utilize o hífen (-).;
Ex.: biologia-botânica (neste caso, a busca apresentará todos os resultados que não tenham relação com a botânica)

4) Inclusão de palavras similares – Quando quiser pesquisar palavras que tenham significados parecidos utilize o símbolo ~;
Ex.: flor~botânica~planta

5) Pesquisa dentro de um site, domínio ou URL – Caso queira procurar informações em uma única página, insira o tema de sua busca mais a palavra site. Essa função também serve para pesquisar por domínios de websites, como .org, . edu
Ex.: química site:uol.com.br
Ex.: química site:.edu
Ex.: link:uol.com.br
(neste caso, você também pode usar o operador link: para pesquisar por páginas que vinculam a uma URL. Por exemplo, para encontrar páginas vinculadas ao www.uol.com.br

6) Termos desconhecidos – Em uma consulta o asterisco (*) serve para agregar informações quando um dos termos é desconhecido. Por exemplo, você precisa fazer uma pesquisa sobre os ditados populares que tenham a palavra água. Para isso, insira no buscador o exemplo abaixo e os resultados aparecerão;
Ex.: água*ditado popular

7) Pesquise uma ou outra palavra – Utilize o operador OR (em maiúsculo) entre temas que deseja procurar. Com ele, a pesquisa retorna resultados incluindo algum dos termos pesquisados;
Ex.: Olimpíadas 2012 OR 2016

8) Pesquise um intervalo numérico – Quando utilizar o Google Acadêmico você pode usar o operador (..) no título. Como o próprio nome diz, ele retorna os resultados que inclui o termo definido na pesquisa do título;
Ex.: presidente do Chile 2006..2010

9) Defina o tipo de arquivo – Caso queira filtrar sua consulta, de acordo com o tipo de arquivo (.ppt, .html, .xls), insira filetype:(tipo de arquivo);
Ex.: filetype:ppt ou filetype:doc

10) Pesquisa por título – Quando utilizar o Google Acadêmico você pode usar o operador (notítulo:), no qual, como o próprio nome já diz, retorna resultados que inclui o termo definido na pesquisa no título.
Ex.: notítulo:Fernando Pessoa ou notítulo:Carlos Drummond
Publicado em 17/06/2013
Fonte: Site UOL Educação

0 Comments:

Post a Comment




 

Layout por GeckoandFly | Download por Bola Oito e Anderssauro.